quinta-feira, 19 de janeiro de 2017

Relator da Lava Jato no STF, Teori Zavascki morre aos 68 anos

O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Teori Zavascki morreu nesta quinta-feira (19), aos 68 anos, em um acidente aéreo. Ele já era viúvo e deixa três filhos. Membro do STF desde 2012, Teori foi o ministro responsável pelas investigações da Operação Lava Jato na Corte, tratando dos processos dos investigados com foro privilegiado. A morte de Teori foi confirmada pelo filho do magistrado Francisco Zavascki, em uma rede social.

Teori foi nomeado para o Supremo pela então presidenta Dilma Rousseff para ocupar a vaga de Cezar Peluso, que se aposentou após atingir a idade limite para o cargo, de 70 anos. Ontem, ele tinha interrompido o recesso para determinar as primeiras diligências nas petições que tratam da homologação dos acordos de delação de executivos da empreiteira Odebrecht na Operação Lava Jato.

Teori Zavascki nasceu em 1948 na cidade de Faxinal dos Guedes (SC), e é descendente de poloneses e italianos. Aprovado em concurso de juiz federal para o Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) em 1979, ele foi nomeado, mas não tomou posse. Advogado do Banco Central de 1976 até 1989, chegou à magistratura quando foi indicado para a vaga destinada à advocacia no TRF4, onde trabalhou entre 2001 e 2003. De 2003 a 2012, Zavascki foi ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ).

Respeitado nas áreas administrativa e tributária, Zavascki também era considerado minucioso em questões processuais. “Espero que todos os bons momentos apaguem minha fama de apontador ou cobrador das pequenas coisas”, brincou, ao se despedir da Primeira Turma do STJ, antes de ir para o STF. O ministro declarou em diversas ocasiões ser favorável ao ativismo do Judiciário quando o Legislativo deixa lacunas.

Atuação na Lava Jato
Ao longo de sua atuação como relator da Lava jato no STF, Zavascki classificou como "lamentável" os vazamentos de termos das delações de executivos da Odebrecht antes do envio ao Supremo pela Procuradoria Geral da República (PGR).

Entre suas decisões relativas à operação estão a determinação do arquivamento de um inquérito contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL) , a transferência da investigação contra o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ) para Sérgio Moro e a anulação da gravação de uma conversa telefônica entre Lula e a ex-presidenta Dilma Rousseff.  Além disso, Teori negou um pedido do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que investigações contra ele, que estão nas mãos do juiz Sérgio Moro, fossem suspensas e remetidas ao Supremo.

Sobre as críticas recorrentes de demora da Corte em analisar processos penais, Teori disse que "seu trabalho estava em dia". No fim do ano passado, Zavascki disse que trabalharia durante o recesso da Corte para analisar os 77 depoimentos de delação premiada de executivos da empreiteira Odebrecht que chegaram em dezembro ao tribunal.

Durante seu trabalho na Lava Jato, chegou a criticar a imprensa. Ele disse que decisões sem o glamour da Lava Jato, operação na qual ele foi relator dos processos na Corte, muitas vezes mereceram pouca atenção da mídia. Ele também relativizou os benefícios do foro privilegiado, norma pela qual políticos e agentes públicos só podem ser julgados por determina Corte.

"A vantagem de ser julgado pelo Supremo é relativa. Ser julgado pelo Supremo significa ser julgado por instância única", afirmou o ministro, acrescentando que processos em primeira instância permitem recursos à segunda instância e ao STJ, além do próprio Supremo. "Não acho que essa prerrogativa tenha todos esses benefícios ou malefícios que dizem ter", comentou Zavascki.

Certa vez, ao participar de uma palestra na Associação dos Advogados de São Paulo (AASP) ele disse que achava “lamentável” que as pessoas que obedecem as leis são, algumas vezes, taxadas pejorativamente no Brasil. "Em muitos casos, as pessoas têm vergonha em aplicar a lei. Acho isso uma coisa um pouco lamentável, para não dizer muito lamentável", afirmou o ministro.

O acidente
Um avião caiu na tarde de quinta-feira (19) no mar de Paraty, na Costa Verde do Rio de Janeiro. Segundo o Corpo de Bombeiros, o acidente foi próximo à Ilha Rasa. O avião saiu de São Paulo (SP) e caiu a 2 km de distância da cabeceira da pista. De acordo com a Força Aérea Brasileira (FAB), outras três pessoas estavam a bordo. Na hora do acidente, chovia forte em Paraty e a região estava em estágio de atenção.

Movimentação de veículos por Paranaguá cresce 24%

A movimentação de carros pelo Porto de Paranaguá registrou 24% de crescimento em 2016. Ao longo do ano, entraram e saíram pelo porto paranaense um total de 109 mil veículos - 21 mil a mais do que o movimentado em 2015. 

O resultado foi impulsionado, principalmente, pelo aumento nas exportações, com 30 mil unidades a mais embarcadas no ano passado, ultrapassando a marca de 80 mil veículos exportados. 

O aumento é fruto do pacote de investimentos feitos pela Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), que resultou em um crescimento da confiança das fábricas na eficiência dos portos paranaenses.

“Os veículos produzidos aqui no Brasil estão muito competitivos no mercado externo e o Porto de Paranaguá está conseguindo atender estes usuários com eficiência e qualidade”, afirma o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho. 

Em 2016, o Porto de Paranaguá inaugurou os novos dolfins, que são berços exclusivos para o embarque e desembarque de veículos. Com as estruturas, a movimentação deste tipo de carga fica mais eficiente, reduzindo o tempo de espera e o custo da operação. Foram investidos R$ 60 milhões nesta obra.

CRESCE MAIS - A movimentação total de veículos no Porto de Paranaguá deve crescer em 48% ao longo de 2017, de acordo com a estimativa de importação e exportação dos operadores portuários. A previsão é de que 163 mil veículos embarquem ou desembarquem no porto, o que representa um acréscimo de 52 mil unidades ao longo do ano.

O aumento pode ser ainda maior, já que o volume de carga é planejado com base na previsão de produção das montadoras brasileiras e mercado interno, com a possibilidade de que novos contratos de importação e exportação sejam firmados.

“O Porto de Paranaguá se adapta à demanda de cargas como estas, que envolvem vários elementos do setor produtivo estadual. Já ganhamos a confiança das indústrias de automóveis brasileiras com um serviço especializado e com avaria zero, que são exigências feitas pelo mercado consumidor externo”, explica o diretor-presidente da Appa, Luiz Henrique Dividino. 

Hoje, Paranaguá é usado como rota de embarque da produção de veículos da Renault, Volkswagen, Nissan e BMW – esta última, com fábrica em Santa Catarina.

NOVO LAYOUT - O porto também está adaptando seu layout para a movimentação destas cargas com demanda crescente. Em um investimento de R$ 16,5 milhões, mais de 30 mil metros quadrados de antigos armazéns estão sendo demolidos para dar espaço a áreas que abrigarão cargas como ônibus e máquinas agrícolas, além de peças industriais e cargas gerais.


Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Setor agropecuário atrai investimentos de jovens catarinenses

Jovens catarinenses voltam a viver no meio rural e investem no setor agropecuário. Em Santa Catarina, com oportunidades de renda e qualidade de vida, filhos de agricultores escolhem permanecer no meio rural e dar continuidade ao trabalho dos pais. Foi justamente o que aconteceu com Marli Brand, agricultora de São Bento do Sul, que decidiu trabalhar com bovinocultura de leite e morar no interior. A decisão foi tomada há dois anos, após participar do Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo, oferecido gratuitamente pelo Programa SC Rural.

Durante os cursos, os jovens conhecem novas tecnologias e desenvolvem iniciativas que agregam valor aos produtos da agricultura familiar. Após a formação, Marli elaborou um projeto de investimento e recebeu apoio financeiro do SC Rural para construção de uma sala de ordenha e aquisição de equipamentos.

O objetivo do projeto foi melhorar a ergonomia no trabalho, a qualidade do leite e o conforto dos animais, além de dar um destino correto aos dejetos. A construção está em ritmo intenso e a expectativa é que tudo fique pronto em três meses. “Foram quatro gerações trabalhando no mesmo local. Já está na hora de trocar de local e modernizar a atividade”, ressalta Marli.

O próximo passo da família Brand é explorar a produção de leite à base de pasto. Para isso, o plantio de forrageiras perenes de verão está em curso, além da divisão dos piquetes, que terão água e sombra para os animais. Marli também quer implantar o melhoramento genético do rebanho. “O jovem quer permanecer no campo, mas hoje, sem usar tecnologia, maximizar os lucros e racionalizar o trabalho, a atividade não motiva ninguém a continuar. As ferramentas existem, basta ter disposição para usá-las”, destaca o engenheiro agrônomo da Epagri em São Bento do Sul, Rogério Pietrzacka.
Curso de Liderança, Gestão e Empreendedorismo

A formação de jovens agricultores é uma ação do Programa SC Rural e objetiva estimular a liderança, desenvolver iniciativas, oportunizar a inserção do jovem no mundo digital e nas redes sociais, além de consolidar a consciência ambiental nos processos produtivos, no lazer e na cultura local.

Desde 2013, já foram ministrados mais de 25 cursos em 13 Centros de Treinamentos da Epagri, alcançando jovens oriundos das 27 regiões do estado. Os cursos variam de oito a dez semanas e as aulas são em esquema de alternância, com etapas que mesclam teoria e prática. Os jovens elegem uma temática de acordo com seu interesse, com o objetivo de despertar o seu potencial empreendedor.

Após a formação, os alunos elaboram projetos de investimentos individuais ou comunitários e  as melhores propostas são selecionadas e recebem apoio financeiro do SC Rural para serem executadas, com contrapartida do agricultor. Já são mais de 500 jovens beneficiados com recursos para investimentos em mais de 450 projetos de melhoria de processo produtivo, agregação de valor, turismo rural, entre outros. Os recursos já passam dos R$ 8 milhões, com mais de R$ 5 milhões repassados pelo Programa SC Rural.

Programa SC Rural
O Programa SC Rural nasceu em 2011 e termina em junho de 2017, é executado pelo Governo do Estado em parceria com o Banco Mundial e destina recursos não reembolsáveis a empreendimentos da agricultura familiar, mediante contrapartida dos beneficiários. Os empreendimentos apoiados abrangem atividades agrícolas ou não agrícolas (como o turismo rural) por meio de projetos de caráter estruturante, de melhorias de sistemas produtivos ou planos de negócios, além de outras ações implementadas por cooperativas e associações de agricultores familiares.

O SC Rural é coordenado pela Secretaria da Agricultura e da Pesca e, por envolver atividades multissetoriais, é executado por diversas instituições: Epagri, Cidasc, Fatma, Polícia Militar Ambiental, Secretaria de Turismo, Cultura e Esportes, Secretaria de Desenvolvimento Econômico Sustentável e Secretaria de Infraestrutura.

Informações adicionais:
Cinthia Andruchak Freitas
Assessoria de imprensa
Epagri
Fone: (48) 3665-5147 / 9989-2992
E-mail: giseledias@epagri.sc.gov.brSite: www.epagri.sc.gov.br 
Ana Ceron
Assessoria de Imprensa
Secretaria de Estado da Agricultura e da Pesca
E-mail: imprensa@agricultura.sc.gov.brFone: (48)-3664-4417/ (48) 8843-4996
www.agricultura.sc.gov.br

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

Morre pai que afogou-se ao tentar salvar filho em Coroados

            Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Morreu, na noite desta terça-feira (17), Edemir de Oliveira, que se afogou ao tentar salvar o filho, no dia 13, em Guaratuba. Ele estava há cinco dias internado no Hospital Regional do Litoral, em Paranaguá.
O filho, Eduardo Rodrigues de Oliveira, de 14 anos, morreu na areia, depois de uma longa tentativa de reanimação pela equipe do Corpo de Bombeiros. De acordo com a equipe do Siate, os batimentos cardíacos do menino, que ficou cerca de 45 minutos submerso, chegaram a voltar, mas ele não resistiu.
O pai foi removido pelo helicóptero Polícia Militar para o Hospital Regional.
Na mesma sexta-feira (13), pescadores de Paranguá encontraram o corpo do jovem Felipe que havia desaparecido no dia anterior, no rio Emboguaçu.
Edemir de Oliveira é a sétima pessoa a morrer de afogamento no Litoral do Paraná nesta temporada de verão.
Com colaboração do Jornal de Guaratuba

Santa Catarina proíbe uso de animais em espetáculos de circo

A utilização de animais de qualquer espécie em espetáculos circenses ou outros estabelecimentos itinerantes está proibida em território catarinense. É o que determina a Lei 17.081, de 12 de janeiro de 2017, sancionada pelo governador Raimundo Colombo (PSD). O projeto original é de autoria da deputada Ana Paula Lima (PT).

O estabelecimento que descumprir a norma será interditado imediatamente e receberá multa de R$ 10 mil a cada animal usado no espetáculo. Os recursos provenientes da arrecadação das penalidades serão recolhidos em prol do Fundo Especial de Proteção do Meio Ambiente (Fepema).

De acordo com a nova norma, os circos e outros estabelecimentos devem apresentar uma declaração de não utilização de animais nas atividades que desenvolvem para a obtenção de licença expedida pela Gerência Estadual de Fiscalização de Jogos e Diversões da Polícia Civil. Outra obrigação imposta a eles é expor cartazes com o texto da lei na íntegra em locais de fácil visualização ao público.

A lei já está em vigor desde a publicação na edição 20.453 do Diário Oficial do Estado, na sexta-feira (13). A regulamentação cabe ao Poder Executivo.
Santa Catarina é o 12º estado do país a adotar a proibição. Já há leis semelhantes vigentes em Alagoas, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, São Paulo, Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Goiás e Espírito Santo.
Ludmilla Gadotti
AGÊNCIA AL

Ciclo de Saraus Memórias da Babitonga estão abertas

Com o objetivo de integrar arte, ciência, cidadania e meio ambiente, além de valorizar o patrimônio histórico cultural material e imaterial dos municípios do entorno da Baía Babitonga, o Projeto Babitonga Ativa, por meio da Agenda Integrada de Ecocidadania, vai promover, entre fevereiro e março, o Ciclo de Saraus Culturais Memórias da Babitonga.

Serão desenvolvidos seis saraus, em Araquari, Balneário Barra do Sul, Garuva, Itapoá, Joinville e São Francisco do Sul, visando fortalecer a integração multicultural das comunidades locais e divulgar trabalhos artísticos autorais. 

A participação nos saraus é gratuita e aberta ao público. Em cada sarau serão desenvolvidas três oficinas culturais, além de apresentações artísticas. As inscrições para as oficinas culturais podem ser realizadas por meio de formulário online: https://goo.gl/3W9oBa. Já as inscrições para as apresentações artísticas poderão ser realizadas durante o evento, bem como por meio do envio de proposta para agendaintegradaecocidania@gmail.com.

Dentre as atividades, os participantes das oficinas terão a possibilidade de vivenciar  diversas aprendizagens, tendo em vista a sensibillização sobre as questões socioambientais e culturais do Ecossistema Babitonga.


Alma na voz e mãos no tambor
Na oficina “Alma na voz e mãos no tambor” (https://goo.gl/3KKA73), facilitada pela compositora, interprete e produtora Ana Paula da Silva, os participantes terão contato com conteúdo musical, como independência rítmica, cantos populares, percussão, aquecimento vocal, dentre outros.

Corpo dançante
Já na oficina “Corpo Dançante” (https://goo.gl/GP6n9r), facilitada pela bailarina, intérprete-criadora, professora e coreógrafa Erika Rosendo, os participantes irão desenvolver, entre outros conhecimentos, o domínio dos movimentos na expressão corporal e motora. A oficina também irá proporcionar o fortalecimento das danças tradicionais e da memória cultural da região.

​​Meu primeiro livro
Na oficina “Meu primeiro livro” (https://goo.gl/gFbQZF), que será facilitada pelo psicólogo, contador de histórias, escritor e produtor cultural Daniel dos Santos, o objetivo será incentivar a criatividade, a leitura e a produção de livros pelos participantes, proporcionando o contato com a produção artesanal de livros e a escrita criativa.

Também haverá palco aberto para todos que queiram participar expondo suas artes e também serão promovidas exposições de fotografias, cordéis, livros,  artesanatos e entre outros.

As inscrições são gratuitas e estão abertas. Participe! Expresse sua arte e conheça mais sobre a cultura do Ecossistema Babitonga. Serão oferecidas 20 vagas para cada oficina, que serão preenchidas por ordem de inscrição.

Confira a data dos saraus no seu município:
04/02/2017 São Francisco do Sul (inscrições até 02/02/2017)
11/02/2017 Joinville (inscrições até 09/02/2017)
11/03/2017 Araquari (inscrições até 16/02/2017)
04/03/2017 Itapoá (inscrições até 02/03/2017)
18/03/2017 Garuva (inscrições até 09/03/2017)
25/03/2017 Balneário Barra do Sul (inscrições até 23/03/2017)

Encerramento do Sarau Memórias da Babitonga
Show: Miudinho - Ana Paula da Silva

Exposições*
Fotografias, Cordéis, Livros e Artesanatos, entre outros.
*Gostaria de expor algo? Seja bem vindo! Entre em contato.

Mais informações:
Telefones: (47) 34444628 - 984043820 - 984044087
Conheça a Agenda Integrada de Ecocidadania: http://goo.gl/hmt3hv e https://goo.gl/Le15kL

Juntos pela Saúde da Baía Babitonga!

Projeto Babitonga Ativa
Pró-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários - UNIVILLE
Rua Dr. Luiz Gualberto, 57 - Centro Histórico - São Fco. do Sul
Fone: 47 - 3444-4628

NOTÍCIA ORIGINALMENTE PUBLICADA EM:

-- 

 Comunicação Integral
Arthur Paganini e Maiti Fontana
--
Consultoria de Comunicação
Projeto Babitonga Ativa (Univille)

MUNICIPALISMO Um Estado só é forte se os municípios estiverem bem, afirma Richa

O governador Beto Richa participou nesta terça-feira (17), em Sertanópolis (Norte), de um encontro com prefeitos da Associação dos Municípios do Médio Paranapanema (Amepar) e reiterou o compromisso do Governo do Estado com o municipalismo. A Amepar integra 22 municípios, onde vivem cerca de 1 milhão de pessoas.

Richa destacou o repasse, na segunda-feira (16), de uma cota extra de ICMS, no valor de R$ 430 milhões, aos 399 municípios paranaenses como mais uma demonstração da parceria entre o governo estadual e as prefeituras, em um momento de crise econômica nacional. 

““Nosso compromisso, agora, é proteger todas as cidades do Paraná, porque um estado só é forte se os municípios estiverem bem”, declarou o governador. “Nestes seis anos de mandato, sempre tivemos disposição de estar ao lado dos prefeitos para trabalhar pelo desenvolvimento dos municípios paranaenses”, afirmou.

COLHE FRUTOS - O ajuste fiscal promovido pelo Governo do Estado, ressaltou o governador, também permitiu que os municípios aumentassem em 20% sua arrecadação em 2016. “Hoje colhemos os frutos das medidas que planejamos há dois anos. O Paraná está em uma situação diferenciada com relação aos outros estados brasileiros. Hoje temos capacidade de investir em todo o Estado buscando o bem-estar de nossos cidadãos”, disse.

O prefeito de Sertanópolis e presidente interino da Amepar, Aleocídio Balzanelo, afirmou que a parceria entre o Governo do Estado e as prefeituras tem garantido mais investimentos nos municípios. “A maneira como o governo estadual nos atende e situação financeira do Estado nos ajuda muito”, disse. “É bom saber que o governo está do nosso lado, isso nos deixa muito otimistas, mesmo neste momento difícil”, completou.

SAÚDE - O prefeito de Prado Ferreira e presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Médio Paranapanema (Cismepar), Sílvio Damaceno, disse que é na área da saúde que as ações do governo se destacam. “A maior demanda dos municípios é na saúde e o governo é um parceiro de primeira nessa área e tem destinado todos os recursos que solicitamos”, contou.

“Um exemplo é o Centro de Especialidades Médicas, em Londrina, onde o governo investe R$ 9 milhões. Ele será inaugurado em julho e ampliará o atendimento para a população do Norte do Estado”, destacou Damaceno.

PRESENÇAS – Participaram do encontro o secretário da Infraestrutura e Logística, José Richa Filho; e os deputados estaduais Luiz Cláudio Romanelli, Tiago Amaral, Pedro Lupion, Alexandre Curi e Cobra Repórter.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Governo de Joinville anuncia corte de 65%

Através de decreto, o prefeito de Joinville, Udo Döhler, anunciou no dia 4 de janeiro o corte de 65% nas verbas para os serviços públicos. A ação é um reflexo dos cortes anunciados em 2016 pelo governo federal. Na Educação municipal serão cortados 71% dos investimentos. No Hospital São José o corte é de 68%. A Cultura, Fundamas e Fundação Municipal também serão desfalcados.
Fechamento de leitos no HMSJ
No Hospital São José pacientes e servidores já enfrentam as consequências da retirada de investimento realizada pela Prefeitura. Nesta semana foram fechados 12 leitos. O governo anunciou a retirada de 68% dos investimentos. De um total de R$ 2,7 bilhões, serão repassados somente R$ 939 milhões.
Culpar o trabalhador
Todo início de ano a Prefeitura de Joinville anuncia à imprensa a possibilidade de não conseguir pagar os salários. Mais uma vez usa esse discurso para justificar a retirada de investimentos nos serviços públicos e responsabilizar os servidores por isso.
Segundo a diretora do Sinsej, Flávia Antunes, essa declaração tem vários objetivos. Entre eles, aterrorizar os servidores com a falta de dinheiro antes do início da Campanha Salarial, que acontece em maio. Outra intenção é desgastar ainda mais a imagem do servidor público perante a comunidade, tentando colocar na sua conta a falência do serviço público. Por fim, de forma velada, justificar a terceirização e a privatização em diversos setores.
É certo que há uma crise financeira em curso, que afeta os municípios. No entanto, a Prefeitura ainda não conseguiu provar – nem neste ano nem nos anteriores – que não possui recursos para arcar com o salário de seus funcionários. A crise também não afeta o empresariado, que, como Udo gosta de ressaltar, tem as contas pagas em dia. Ou seja, não foram apresentados argumentos que justifiquem os cortes.
Combate
A única saída para manter e ampliar os serviços públicos é com a organização dos trabalhadores, da juventude e da comunidade. É indispensável que todos estejam atentos e preparados para as lutas do próximo período.

Governo do Estado divulga datas de pagamento dos salários do funcionalismo para 2017

O Governo do Estado divulgou nesta segunda-feira, 16, o cronograma de pagamentos dos salários do funcionalismo público para 2017. De acordo com o secretário da Fazenda, Antonio Gavazzoni, a folha continua sendo um compromisso primordial do governo. O valor da folha do Poder Executivo totalizou no ano passado aproximadamente R$ 11 bilhões e houve antecipação dos pagamentos das duas parcelas do 13º salário e dos salários de dezembro. “Acredito que esse planejamento minucioso da Fazenda foi o que nos manteve em situação diferenciada durante a pior fase da crise e permitiu os pagamentos não somente em dia, mas com antecipação. Para 2017, seguimos a mesma receita”, diz Gavazzoni. Ele destaca que pelo menos 17 estados estão enfrentando problemas com atraso de folha do funcionalismo.
Os servidores incluídos na folha são os ativos e inativos das secretarias de Estado, Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, autarquias e fundações; além dos da Udesc, Defensoria Pública, empresas da administração indireta dependentes do Tesouro, pensionistas do Iprev e pensões especiais.
É possível acompanhar as datas no Portal do Servidor
Confira as datas de pagamento dos salários:
Janeiro: dia 31
Fevereiro: dia 24
Março: dia 31
Abril: dia 28
Maio: dia 31
Junho: dia 30
Julho: dia 31
Agosto: dia 31
Setembro: dia 29
Outubro: dia 31
Novembro: dia 30
Dezembro: dia 29
(A data de pagamento do décimo terceiro salário ainda não foi definida)
Informações adicionais para a imprensa:
Assessoria de Comunicação
Secretaria de Estado da Fazenda
Aline Cabral Vaz
E-mail: avaz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2575 / (48) 8843-8352
Cléia Schmitz
E-mail: cschmitz@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2572/ (48) 9157-1980
Sarah Goulart
E-mail: sgoulart@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-2504/ (48) 8843-8553
Rosane Felthaus
E-mail: rosanef@sef.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3506/ (48) 9109-8513
Site: www.sef.sc.gov.br 

terça-feira, 17 de janeiro de 2017

VOLTANDO AOS VELHOS TEMPOS, PARANÁ CLUBE DÁ FORÇA PRA GAROTADA

Os destaques do time campeão paranaense sub-17 estarão entre os profissionais a partir de agora. Foto: Henry Milleo

  Seis jogadores que disputaram a Copa São Paulo já foram chamados pelo técnico Wagner Lopes, e mais dois devem ser recrutados em breve

Paraná Clube, ao longo de sua trajetória, é pródigo em revelar talentos nas categorias de base, como Ricardinho, Lúcio Flávio, Thiago Neves e Giuliano, entre tantos outros pratas-da-casa que foram bem aproveitados no time profissional. Nesta temporada, o técnico Wagner Lopes vai poder contar com alguns nomes que se destacaram na Copa São Paulo de Juniores deste ano.

O treinador já solicitou, de imediato, a “subida” de seis jogadores que estavam na disputa: o goleiro Hugo, os volantes Jhony, que atuou como zagueiro na Copinha, e Gabriel Furtado, o meia Alesson e o atacante Gabriel Furtado. Os gêmeos Furtado e Alesson têm apenas 17 anos, mas já foram aproveitados no profissional no ano passado e fizeram bonito na Copinha.
Apesar do potencial dos atletas, Lopes lembra que é preciso cautela. “Nós temos esperanças que eles aproveitem a oportunidade, sem queimar etapas, obviamente. Então é trabalhar com calma, colocar na hora certa, dar confiança e muito trabalho”, diz. O comandante lembra também que há um time profissional já em gestação. “Antes de valorizar quem pode chegar, eu preciso valorizar quem está conosco”, diz.
O técnico da equipe de juniores, Luciano Simm, diz que Lopes mostrou muito interesse na garotada ao longo da disputa no interior de São Paulo. “Ele sempre ligava após os jogos, mostrando interesse nos meninos”, disse. Simm diz que fez relatório do desempenho de todos os atletas e repassou ao colega. “Creio que o Guga e o Claudevan também devem subir logo ao profissional. Eles foram muito bem na Copinha”, acredita. A equipe paranista não seguiu na disputa por pouco. Ficou em 17º na classificação geral e perdeu a vaga por critério técnico só porque o Bragantino perdeu na última rodada.
O meia Alesson diz que a Copinha serviu para o amadurecimento dos atletas. “Mesmo com um grupo bem jovem, conseguimos encarar bem a competição”, diz. Para o atacante Rafael Furtado, destaque no ataque tricolor, a disputa serviu para dar confiança para o desafio no profissional. “Sabemos que o Paraná passa por um momento de reestruturação e queremos somar”, diz. O volante Gabriel, irmão gêmeo de Rafael, completa. “Vai ser importante fazermos um bom trabalho para mostrar a qualidade da base do clube”.

8º ANIVERSÁRIO DO BLOG ITAPOÁ POR DENTRO



A  8 anos no dia 17 de janeiro 2009 nascia o Blog Itapoá por dentro surgiu como uma distração para um aposentado passar algumas horas no computador apenas como passa tempo mas logo foi tomando gosto pela mídia e resolveu entrar nesse campo da  noticia foi conquistando espaço junto aos leitores e incentivado por outros Blogueiros foi em frente. Hoje com 862 Videos  no Youtube mostrando tudo sobre Itapoá. Em 2012 participou de um concurso nacional de Blogueiros Top Blog na categoria noticia e cotidiano conquistando o segundo lugar, em 2013 concorreu novamente conquistando primeiro lugar. Recebendo o troféu no palco do Teatro da Universidade Paulista em São Paulo. matéria nos Link abaixo





Prefeitura divulga o primeiro boletim de 2017 sobre doenças transmitidas pelo Aedes aegypti e focos do mosquito

O departamento de vigilância epidemiológica disponibiliza o primeiro boletim de 2017 com informações oficiais sobre casos de dengue, zika vírus, chikungunya e focos do mosquito Aedes aegypti. É importante ressaltar que os focos do mosquito encontrados – dois na Barra do Saí – foram eliminados e não oferecem risco a população.
Dengue
Casos notificados = 04
Casos confirmados = 00
Casos descartados = 02
Casos em investigação = 02
Zika vírus
Casos notificados = 00
Casos confirmados = 00
Casos descartados = 00
Casos em investigação = 00
Chikungunya
Casos notificados = 00
Casos confirmados = 00
Casos descartados = 00
Casos em investigação = 00
Focos do mosquito: 02 (os dois encontrados na Barra do Saí)
A vigilância epidemiológica ressalta que, mesmo com os dois focos controlados, é importante a atenção e colaboração dos moradores de todo o município para não deixar água parada em pratos de plantas, baldes, cisternas, latas e brinquedos. Além de manter caixas d’água tampadas e piscinas tratadas.
O boletim atualizado pode ser visualizado no site oficial da prefeitura e no facebook (www.facebook.com/prefeituradeitapoa) do município. A medida visa evitar falsas informações.


VERÃO PARANÁ Verão Paraná tem Desafio das Estrelas e show de bola em Caiobá

Mais de 50 jogadores, entre ex-profissionais do gramado e das quadras e moradores de Matinhos participaram do Desafio das Estrelas, disputa de futebol de areia realizada em Caiobá pela Secretaria estadual do Esporte e do Turismo dentro do projeto Verão Paraná, do Governo do Estado. A festa esportiva contou também com Dagoberto, que ainda está em atividade. 

“É uma oportunidade única ter estes ex-atletas que estiveram nos estádios do Paraná e outras localidades do Brasil prestigiando e participando conosco do Projeto Verão Paraná, motivando todas as pessoas a participarem das atividades esportivas aqui na praia e, depois, também em suas cidades. Um Projeto que visa fortalecer as ações do esporte no Estado do Paraná”, afirmou o secretário estadual do Esporte e do Turismo, Douglas Fabrício, que também participou do Desafio. “Aqui estão nomes que fizeram história no futebol paranaense e brasileiro, que fizeram a alegria dos veranistas que vieram assistir a este espetáculo”, acrescentou. 

O SHOW - O espetáculo começou com o confronto entre as “Estrelas de Caiobá”, com a presença de Dagoberto, Lela e Anderson Experiência, enfrentando uma seleção de convidados, entre eles Perdigão e Leomar. 

“Uma festa maravilhosa, o tempo ajudou, até sol demais, mas a festa foi maravilhosa. Quero agradecer a Secretaria do Esporte e Turismo do Paraná, a prefeitura de Matinhos, pelo apoio e também a todos que colaboraram para montarmos este espetáculo, porque esporte é amor, esporte é saúde”, disse Anderson Experiência, responsável pela equipe de Caiobá. O time venceu o elenco de convidados por 5 a 1. 

ESTRELAS - Para a festa de domingo ficar ainda melhor, entraram em quadra atletas que deram muitas alegrias aos torcedores, formando a equipe de 'Estrelas de Curitiba'. Entre eles, Adilson Batista, Saulo, Paulo Rink, Edinelson, Roberto Costa, Danilo Lacerda (futsal) e Caxias. A equipe teve também a presença do secretário Douglas Fabrício e do ex-pugilista Macaris do Livramento. 

Ademir Alcântara, campeão pelo Coritiba, falou do encontro com os amigos. “É muito bacana este tipo de evento, pois reencontramos jogadores do Paraná, Atlético e Coritiba. É gratificante encontrar pessoas com quem você jogou nos anos de 95 e 96 e poder abraçá-los', disse. 

Mesmo com o forte calor e a areia quente, os artistas da bola apresentaram um verdadeiro show. Atletas das duas equipes realizaram jogadas espetaculares, mostrando todo o conhecimento com a bola nos pés. “Claro que a habilidade já não é a mesma, mas pudemos nos divertir”, afirmou Saulo, campeão pelo Paraná Clube. 

Pentacampeão mundial de futsal, Danilo Lacerda também mostrou sua habilidade na areia. “Eu sou do salão, a areia já não é minha praia, mas a brincadeira foi boa, pudemos nos divertir e apresentar ao público um belo espetáculo”, frisou. 

Um dos momentos que chamou a atenção foi a substituição de Paulo Rink pelo filho Guilherme, de 16 aos, que está nas categorias de base do Paraná Clube. “A iniciativa que tem esporte no meio, sempre temos que enaltecer. Aqui a gente encontra velhos amigos, e sempre relembramos histórias, vitórias em cima de colegas e derrotas também. Este projeto retornando, tomara que crie força, que tenha todos os anos e que tenha esta presença de público, que é importante”, disse Paulo Rink. 

Com gols de Danilo Lacerda para o “Estrelas de Curitiba” e Erminio para o Estrelas de Caiobá, o jogo terminou empatado em 1 a 1. O Desafio teve a presença ainda do técnico Levir Culpi. 

No final todos os jogadores receberam medalhas de participação, e as duas equipes levaram o troféu “Desafio das Estrelas”. ATLETAS - As equipes foram compostas pelos seguintes atletas: 

Estrelas de Curitiba: Roberto Costa, Danilo Lacerda, Ademir Alcântara, Paulo Rinck, Adilson Batista, Douglas Fabrício, Saulo, Edinelson, Santos, Igor, Castor, Flori, Anderson, Plínio, Ageu, Caxias, Macaris Livramento, Guilherme Rink. 

Estrelas de Caiobá: Portuga, Anderson Experiência, Moacir, Dagoberto, Erminio, Lela, Moço, Alex, Alexandre, Gilbert, Rodrigo, Marquinho, Marcelo, Zé Roberto, Pato, Washinton, Adilson, Claudio, Cepolo e Osvaldo. 

Convidados: Sérgio, Santos, Marco Antônio, Leomar, Osires, Fanbinho, Perdigão, Taxinha, Diogo, Junior, Paulinho, Luizinho, Gelson, Mauro Muller e Marcelinho. 

A iniciativa é resultado de um trabalho da Secretaria estadual do Esporte e do Turismo em parceria com a Sanepar, Copel Telecom, Detran, é-Paraná, Fecomércio, CREF9/PR, Federação do Desporto Escolar do Paraná, UEGA e prefeituras de Matinhos, Pontal do Paraná e Guaratuba.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br