segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Fomento Paraná leva linhas de crédito públicas e privadas aos municípios



 A Fomento Paraná – instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado – iniciou uma programação de visitas técnicas aos municípios para a apresentar linhas de financiamentos públicas e privadas e orientar as novas administrações sobre a elaboração de projetos para obras. Também é destacada a parceria na oferta de crédito aos empreendedores privados, como forma de estimular a economia local e gerar empregos.

O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, e o diretor de Operações do Setor Público, Omar Sabbag Filho, foram recebidos pelo prefeito de Rio Negro, Milton Paizani, na sexta-feira (10). O encontro, que teve a participação de secretários municipais, vereadores, empreendedores locais e taxistas, foi combinado para uma apresentação de linhas de financiamento públicas e privadas. O município também renovou o convênio para operacionalização do programa Banco do Empreendedor.

“A intenção neste início de gestão dos prefeitos é mostrar a importância de preparar bons projetos para as obras previstas nos planos de investimento ou de manutenção das cidades. Estamos nos colocando à disposição para orientar os procedimentos e principalmente financiar as obras”, explica Omar Sabbag Filho. “Ao mesmo tempo estamos destacando a importância da parceria entre a Fomento Paraná e os municípios na oferta de crédito aos empreendedores privados, como forma de estimular a economia local e gerar empregos.”

O presidente da Fomento Paraná explica que a visita ao município é o início de um programa de visitas técnicas. “É uma imposição do Banco Central e das nossas normas internas. Começamos por Rio Negro, o que é um privilégio muito grande, porque é um município com condições de gestão em dia, contas em dia, com capacidade de endividamento, e muitas obras em execução. Somente no governo Beto Richa são quase R$ 12 milhões para obras”, afirma Juraci Barbosa. 

“Além disso temos vários taxistas e outros empreendedores beneficiados, que contam excelentes histórias, como o dono de uma autoescola e a dona de uma academia e salão de beleza, que conseguiram viabilizar os negócios com apoio do nosso crédito”, destaca Barbosa.

A Fomento Paraná é uma instituição financeira de desenvolvimento do Governo do Estado. Entre suas atribuições está o financiamento aos municípios para compra de máquinas e equipamentos, obras de infraestrutura e saneamento básico, construção de barracões industriais, escolas e hospitais, entre outros projetos. A empresa pública também disponibiliza crédito para apoiar empreendimentos de micro, pequeno e médio porte em todas as regiões do Estado. Desde 2011, a Fomento já contratou mais de R$ 1,2 bilhão em financiamento para os municípios e R$ 800 milhões para empreendedores privados. Os financiamentos públicos são feitos em parceria com a Secretaria de Estado do Desenvolvimento Urbano e a ParanaCidade. 

MUITAS OBRAS – O município de Rio Negro possui mais de R$ 11 milhões em financiamentos contratados junto à Fomento Paraná. A maior parte foi destinada à pavimentação de ruas em bairros como o Campo do Gado e Bom Jesus. 

Para o prefeito Milton Paizani, trata-se de uma parceria muito importante entre o Governo do Estado e o município e que é fundamental para levar à população a qualidade de vida esperada.

“O governo do Beto Richa, através da Fomento Paraná, tem propiciado que os pequenos municípios realizem obras fundamentais para o desenvolvimento, inclusive em áreas afastadas”, afirma ele. “Estamos conseguindo levar infraestrutura para locais esquecidos há muitos anos e que hoje veem um horizonte de crescimento e desenvolvimento nunca visto na cidade”, afirma Paizani. “São bairros afastados que começam a ver seus proprietários de terrenos baldios e proprietários de pequenos imóveis investir, acompanhando o crescimento do município, num ciclo virtuoso.”

Uma obra do município se destaca, no Lajeado dos Vieiras, que está ganhando um sistema de saneamento básico, com água tratada, que vai beneficiar aproximadamente 120 famílias que vivem em um distrito localizado a mais de 40 quilômetros do centro da cidade. 

“Conseguimos a aprovação de um financiamento no valor de R$ 453 mil, que está levando água tratada ao distrito de Lajeado dos Vieiras, onde a comunidade tem demonstrado a satisfação em receber essa melhoria, que não seria possível sem o apoio da Fomento Paraná”, conta o prefeito. 

TÁXIS – Os recursos da Fomento Paraná também têm ajudado os taxistas de Rio Negro, por meio da linha Banco do Empreendedor Taxistas. Pelo menos seis profissionais trocaram os veículos usando a linha de crédito para atender às normas do município e também prestar um serviço de melhor qualidade aos clientes. 

O taxista Alvir Oliveira gostou tanto da experiência que já trocou de carro duas vezes e pretende fazer outro financiamento. “A Fomento Paraná agrega vários setores, atendendo empresários, empresas e lojas. E para nós, melhorando frota, melhora o trabalho dos taxistas e para todo mundo”, disse ele.

Participaram da reunião o vice-prefeito James Karson, o presidente da Câmara Municipal, Alessandro Von Linsingen, os vereadores Sidney Wolter, Odair Pereira , Maurício Valério e Élcio Colaço, e os secretários Izonel Carrara, Wilson Scheuer e Gilmar Uhlig, além de vários empreendedores e taxistas. 

(BOX 1)

Obras impactam na vida dos moradores em bairros afastados


O pequeno empresário Jaime Ernesto de Lima, de 42 anos, está muito contente com a chegada do asfalto no bairro Bom Jesus, onde vive com a família, em Rio Negro. O bairro teve diversas ruas pavimentadas, com implantação de asfalto, calçadas, acessibilidade, sinalização horizontal e saneamento. 

Jaime e a esposa abriram há alguns dias o Mini Box JK, um mini mercado, na Rua Valdemar Neumann, uma das ruas beneficiadas com obras do município financiadas pela Fomento Paraná.

“A infraestrutura asfáltica na cidade está incentivando muita gente a abrir comércio. Inclusive eu e minha família decidimos arriscar. É um risco que com certeza vai trazer muitos benefícios para minha família e para a população daqui”, conta ele. “A gente está só começando, mas temos esperança que o comércio de Rio Negro evolua e com fé e trabalho vai dar certo para nós também”.

Para Raquel Gugelmin, moradora da Rua Manoel Pereira da Cunha há 40 anos, o asfalto foi bom porque deu fim a uma valeta a céu aberto que havia na frente da casa dela. “A valeta ficava empoçada e é um perigo. É foco de tudo”, conta ela. Agora mudou a perspectiva. “Menos poeira e mais dignidade. Tudo fica mais bonito, mais prático. Tudo fica melhor.”

Elizabeth Veiga Alves, que na sexta-feira lavava a calçada de casa na Rua Frei Eraldo Maria, também está contente, porque não vai mais precisar lavar a calçada tantas vezes. “Acabou tudo agora. A poeira, o barro. Antes era uma lama aqui. Não tinha pedra. Era terrível. Agora melhorou bastante. Valorizou a casa, o imóvel”, avalia ela. E acabou a lavação de calçada. “Agora é uma vez a cada 15 dias. Economiza água e tudo mais”, espera. 

(BOX 2)

Em Quitandinha, crédito ajudou na abertura de loja de ferragens


O presidente da Fomento Paraná, Juraci Barbosa, e o diretor de Operações do Setor Público, Omar Sabbag Filho, se reuniram, também na sexta-feira (10), com a prefeita de Quitandinha, Maria Julia Wojcik. Assim como em Rio Negro, o objetivo do encontro foi apresentar linhas de financiamento para obras no município e para apoiar os empreendedores locais. 

A prefeita assumiu o primeiro mandato e ainda está avaliando quais os projetos que poderá executar, antes de solicitar financiamentos. “Precisamos recursos para a área de saúde e queremos investir em uma área para implantar um distrito industrial, que possa atrair empresas e gerar empregos. É o que nossa população mais precisa”, disse Maria Julia.

Um dos programas que já está andando a todo o vapor em Quitandinha é justamente a Sala do Empreendedor, que conta com a parceria da Fomento Paraná e do Sebrae-PR, para oferecer crédito com juros baixos para microempreendedores do município. 

Um dos beneficiados é Rodolfo Ribas Bahr, que acaba de abrir a FR Ribas Ferragens. Ele gostou da experiência. “Fui muito bem atendido e bem orientado pelo agente de crédito. Corri atrás dos papéis que precisava e em uma ou duas semanas consegui um crédito de R$ 4 mil. Mandei fazer o banner da frente da loja e fiquei com um pouco para capital de giro”, relata o rapaz. Por enquanto, trabalham no novo negócio ele, a esposa e um irmão.

Para o secretário de Desenvolvimento Econômico do município, a parceria coma Fomento Paraná é muito importante. “Nomeamos um agente de crédito experiente nessa área e queremos fazer um bom trabalho de divulgação, para que micro e pequenos empreendedores possam saber como funciona a linha de crédito e como ela pode ser utilizada”, afirma Wojcik.

“Já temos o caso do Rodolfo e queremos ver se neste ano chegamos a R$ 1 milhão em crédito contratado. Achamos que nesse momento de crise a alternativa é fortalecer os microempreendedores, com perspectiva de gerar emprego, gerar negócio, e que esse emprego fique na nossa cidade, que o dinheiro gire no nosso município.

Saiba mais sobre o trabalho do Governo do Estado em:
http:///www.facebook.com/governopr e www.pr.gov.br

Nenhum comentário: