segunda-feira, 17 de abril de 2017

COZINHA DECISIVA COM ÓTIMO RENDIMENTO EM CASA, DEFESA DO PARANÁ CLUBE PODE GARANTIR VAGA NA COPA DO BRASIL


"A defesa vem bem não só na parte deles, mas fazendo os gols”, lembrou Wagner Lopes. Foto: Giuliano Gomes´´

 Apesar de ter sido eliminado nas quartas de final do Campeonato Paranaense pelo Atlético, o Paraná Clube teve um grande aproveitamento defensivo no Estadual. Em 13 partidas, foram apenas seis gols sofridos. Já na Primeira Liga, em três duelos realizados, o time paranista tomou dois gols.

O setor defensivo do Paraná Clube, ponto forte neste início de temporada, será mais importante do que nunca para que o time paranista siga adiante na Copa do Brasil. Depois de vencer o Vitória por 2×0, em Salvador, no duelo de ida da quarta fase, o Tricolor, se mantiver a sua baixa média de gols sofridos e passar em branco no duelo de volta, nesta quarta-feira (19), na Vila Capanema, chegará às oitavas de final da competição nacional.

O Paraná Clube tem um aproveitamento defensivo surpreendente neste início de temporada. Em duelos realizados pela Copa do Brasil, Campeonato Paranaense e Primeira Liga, o Tricolor fez 21 partidas e tomou apenas 9 gols, ou seja, média de 0,4 gols tomados por partida. Na competição nacional, por exemplo, o time paranista fez cinco jogos e foi vazado somente na primeira fase, quando empatou em 1×1 diante do São Bento, em Sorocaba e conseguiu a classificação já nos acréscimos daquela partida.
Mesmo tendo enfrentado o time com melhor campanha do futebol brasileiro, o Paraná, depois de um início de dificuldades para conter as investidas do Vitória, conseguiu encaixar a marcação. O técnico Wagner Lopes elogiou os zagueiros paranistas no resultado positivo conquistado diante do rubro-negro baiano em pleno Barradão.
“A partir do momento que conseguimos encaixar, ficou mais fácil de marcar e correndo menos. Quando você toma a iniciativa, se desgasta muito. A gente sabia que isso ia gerar um desgaste. É um adversário fortíssimo, bem treinado, que sabemos das qualidades. A gente respeita muito, mas a melhor maneira de mostrar respeito é fazer de tudo, dentro do fair play, para vencer”, frisou o treinador paranista.
Além do comprometimento e da aplicação tática para fazer do Paraná uma das melhores defesas do futebol brasileiro até agora, os zagueiros paranistas também estão contribuindo na frente. O zagueiro Aírton, que tem seu contrato se encerrando no mês que vem e é uma das principais peças da defesa do Tricolor, marcou o primeiro gol que abriu o caminho da vitória sobre o time baiano, fora de casa.
“Nós treinamos muito essa primeira e a segunda bola, a cobertura e a compactação do time, essa movimentação em monobloco. A gente trabalha muito isso e não é fácil, mas o time pegou isso bem. E a defesa vem bem não só na parte deles, mas fazendo os gols”, arrematou Wagner Lopes.

Apesar de ter sido eliminado nas quartas de final do Campeonato Paranaense pelo Atlético, o Paraná Clube teve um grande aproveitamento defensivo no Estadual. Em 13 partidas, foram apenas seis gols sofridos. Já na Primeira Liga, em três duelos realizados, o time paranista tomou dois gols.

Nenhum comentário: