sexta-feira, 7 de abril de 2017

Ganhar este Estadual manchará o currículo de vergonha, diz Autuori


Crítico contumaz da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) e da organização do futebol brasileiro, o técnico do Atlético , Paulo Autuori, não poupou críticas à Federação Paranaense de Futebol (FPF) por causa da confusão que tomou conta do Campeonato Paranaense após o “Caso Getterson”.

Para o treinador rubro-negro, a conquista do Estadual deste ano não será motivo de comemoração para a equipe vencedora. “Acho que uma competição como essa, desorganizada como está, qualquer profissional que conseguir ganhar esse título, em vez de enriquecer o seu currículo, acho que vai manchá-lo, pela vergonha”, disparou na manhã desta sexta-feira (7), no CT do Caju.

Com a indefinição gerada na tabela, o Furacão ainda não sabe se jogará no domingo (9) pelo Paranaense. Além disso, caso haja jogo, o clube ainda aguarda a definição do possível adversário na disputa local – o Paraná, caso a FPF mantenha o atual chaveamento das quartas de final; ou o Coritiba, caso o chaveamento seja reformulado após a punição do Jota.

“Fazer uma competição é coisa muito fácil, qualquer garoto que joga pelada na rua saberia fazer um regulamento. No meu tempo era assim”, prossegue Autuori. “O regulamento já foi ferido, ninguém sabe o que vai acontecer”, continua, afirmando que a única certeza do clube no momento é de que atuará na próxima quarta-feira (12), contra o Flamengo, pela Libertadores.

Entenda a confusão do Caso Getterson
Na quinta-feira (6), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) puniu o Jotinha com a perda de 16 pontos pela escalação irregular do atacante Getterson nas três primeiras rodadas da disputa. Como consequência, a equipe foi excluída do mata-mata e o Rio Branco – nono colocado na primeira fase – ganhou a vaga.

No tribunal, os auditores definiram que o Rio Branco ocuparia o lugar do Jotinha e enfrentaria o Londrina nas quartas de final. Desta forma, os outros confrontos do mata-mata que já tiveram a partida de ida realizada não seriam alterados.

No entanto, em seu site oficial, o STJD publicou um documento relativo ao resultado do julgamento com outra informação. De acordo com o texto divulgado pela entidade, o Rio Branco deve ingressar na fase final ocupando o 8.º lugar, ou seja, todo o chaveamento seria modificado.


 FONTE GAZETA DO POVO

Nenhum comentário: