quarta-feira, 26 de abril de 2017

Mau tempo causa estragos em Santa Catarina e três mortes em Itajaí nesta madrugada


 Foto: Defesa Civil Itajaí

O mau tempo da madrugada desta quarta-feira, 26, causou a morte de três pessoas em Itajaí e estragos em pelo menos 20 municípios de Santa Catarina. Além de chuva, foram registrados ventos, que ultrapassaram os 100 km/h. Um homem e duas crianças (4 e 10 anos), pai e filhas, morreram depois de levar um choque elétrico após um poste cair. As mãe das crianças está hospitalizada. Outras ocorrências de destelhamento em residências, queda de árvores e rede de energia elétrica (postes) foram registradas.
Conforme o secretário da Defesa Civil Estadual, Rodrigo Moratelli, possíveis estragos em pelo menos 20 municípios estão em levantamento. Itajaí foi a cidade mais afetada. “Os eventos foram anunciados pelos alertas da Defesa Civil, mas as ocorrências foram diferentes em cada região ou município, alguns tiveram excesso de chuva e outros a força do vento. Por isso, é muito importante acompanhar a previsão do tempo e os alertas. Solicitamos para quem teve danos materiais aguardar a Celesc ou o Corpo de Bombeiros para a avaliação e consertos. Dados mostram que maior número de mortes nesses eventos acontecem por quedas de níveis e choques elétricos após o ocorrido." 
Em Chapecó, devido ao volume de chuva durante a noite ocorreu na SC-283 um deslizamento de terra, deixando a pista parcialmente obstruída, entre Chapecó e Paial. Está autorizado somente tráfego de veículos pequenos no momento. O Deinfra já foi acionado para tomar as medidas de retirada do material. 

Ainda no Oeste, em Xanxerê, fortes ventos causaram uma média de 50 ocorrências de destelhamento em residências, nove quedas de árvores e rede de energia elétrica. Também foi registrada queda de árvore na BR-282, próximo a Faxinal dos Guedes e Vargeão. Em Jaraguá do Sul, foram registradas quedas de árvores na BR-280, no Bairro Chico de Paulo. Vários pontos da cidade e região ficaram sem energia elétrica. Por volta das 5h30, a região foi atingida por uma pancada de chuva e vento que causaram pequenos estragos. Em Guaramirim, até o momento, foi registrada uma queda de árvore e um outdoor. 

O presidente da Celesc, Cleverson Siewiert, disse que os fortes ventos acima de 100km/h afetaram o sistema elétrico em Santa Catarina. “Tivemos no início da manhã cerca de 12% das unidades consumidoras do Estado desligadas, 350 mil unidades, sendo que as agências regionais de Joinville, Itajaí e Blumenau foram as mais afetadas. Cerca de três horas após os incidentes já tivemos 50% do sistema restabelecido. Estamos com mais de 700 técnicos da Celesc trabalhando para no menor tempo possível recompor o sistema”, informou. 

O Corpo de Bombeiros e Defesa Civil estão atuando em conjunto com a Celesc na retirada das árvores para reestabelecer o sistema. 

Acompanhe boletins com a previsão do tempo da Epagri/Ciram e Defesa Civil SC.


Monitoramento SDC 26/04/2017 – Atualizado às 6h30 - Maiores acumulados de chuva nas últimas 12 horas:
ITÁ 73 mm
SEARA 69 mm
LAGES 63 mm
MONDAÍ 63 mm
ITAPIRANGA 62 mm
CHAPECÓ 58 mm
SÃO JOSÉ DO CERRITO 55 mm
ÁGUAS DE CHAPECÓ 53 mm
PALMITOS 53 mm
CONCÓRDIA 52 mm
RIO RUFINO 48 mm
CONCÓRDIA 48 mm
MARAVILHA 42 mm
GALVÃO 39 mm
SÃO MIGUEL DO OESTE 39 mm
CAPINZAL 38 mm

Recomendações da Defesa Civil SC

Tempestades com descargas elétricas (raios), vento e granizo: Permanecer em local seguro e não transitar em locais abertos, próximo a árvores, placas publicitárias ou objetos que possam ser arremessados. Se houver granizo, é aconselhável que as pessoas se protejam em lugares com boas coberturas, como banheiros das residências. Também é aconselhável fechar janelas e portas e não manusear equipamentos elétricos ou telefones devido aos raios e relâmpagos.
Alagamentos: Evitar o contato com as águas e não dirigir em lugares alagados. Evitar transitar em pontilhões e pontes submersas. Cuidado com crianças próximas de rios e ribeirões.
Deslizamentos de terra: Deve ser observado qualquer movimento de terra ou rochas próximas de residências, inclinação de postes e árvores e rachaduras em muros ou paredes. Neste caso, é recomendável que a família saia de casa e acione a Defesa Civil municipal ou o Corpo de Bombeiros.
Qualquer problema deve ser comunicado à coordenadoria municipal de Defesa Civil, através do telefone de emergência 199 ou para o Corpo de Bombeiros, no número 193. A Defesa Civil do Estado conta com atendimento de 24 horas, com equipes de prontidão. O telefone para contato é o (48) 3664-7056.

Informações adicionais para a imprensa:
Elisabety Borghelotti 
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: bety@secom.sc.gov.br
Fone: (48) 3665-3005 / 98843-5460
Site: www.sc.gov.br 
www.facebook.com/governosc e @GovSC

Nenhum comentário: