sábado, 13 de maio de 2017

Cinco pessoas ficam feridas em acidente entre carro e Interbairros na Av. Kennedy; pista ficou bloqueada


Três mulheres que estavam dentro do Interbairros V e dois homens de um Fiat Uno ficaram feridos em um grave acidente na manhã deste sábado (13), no bairro Parolin, em Curitiba. O carro teria furado o sinal vermelho, conforme depoimento das testemunhas, e o motorista do ônibus do transporte coletivo não conseguiu desviar. O passageiro do carro, de 19 anos, foi ejetado e o estado de saúde é grave.
O acidente aconteceu na Avenida Pres. Kennedy, no cruzamento com a rua Lamenha Lins, na pista sentido Centro. Testemunhas afirmaram que o semáforo estava fechado para os ocupantes do Fiat Uno. “Eu vi o acidente, os caras furaram o sinal e o ônibus deu no meio deles. Eles queriam fazer o retorno pra vim aqui pra Parolin. Impressionante a cena, o motorista do ônibus ainda tentou desviar. Eu conheço esses dois, estavam voltando da balada e aconteceu isso. A família deles já estão vindo, eu liguei”, disse o amigo da dupla, que estava dentro do carro.
O motorista do carro tem 46 anos e teve ferimentos moderados. Já o passageiro foi arremessado para fora do carro e foi internado em estado grave. Ambos foram encaminhados ao Hospital do Trabalhador. Já as feridas do ônibus foram levadas para o Evangélico, com ferimentos generalizados – a cobradora, de 46 anos, uma passageira de 31 e outra de 62. A última teve contusão na perna e na cabeça, e confirmou à Banda B sobre a ultrapassagem ao sinal vermelho. “A gente estava dentro do ônibus, o cara furou o sinal, a gente bateu no carro e bateu na árvore, foi jogando tudo. Eu bati a cabeça, a perna. Tinha uma mulher que estava de pé, esperando para descer e foi arremessada lá para perto da roleta. Eu caí em cima dela, ainda”, disse Benedita Santos, que estava indo trabalhar.
Duas ambulâncias do Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate) foram acionados, assim como médicos da corporação. A pista sentido Centro ficou bloqueada por quase duas horas.

São notícias assim que a campanha Maio Amarelo do Detran quer evitar. Não deixe elas virarem rotina: dirija com segurança.


Nenhum comentário: