terça-feira, 30 de maio de 2017

Começa a greve dos servidores de Itapoá


A greve dos servidores de Itapoá começou nessa segunda-feira (29/5) com reunião do comando, assembleia, passeata e participação na sessão da Câmara de Vereadores.

Estavam na pauta de ontem no Legislativo um projeto do prefeito Marlon Neuber, que concedia a reposição da inflação sem nenhum ganho real, e um projeto reajustando o vale-alimentação em 10,12% – elevando o valor para R$ 400. Estas propostas foram enviadas à Câmara sem ter passado pela aprovação dos trabalhadores e sem considerar o restante das reivindicações.  Diante disso, os servidores intervieram na sessão e na reunião das comissões que ocorreu na manhã desta terça. Eles pedem que nada tramite sem negociação e à revelia da vontade da categoria.

A decisão de greve foi tomada em assembleia no dia 23, após várias tentativas de diálogo com o governo. Até o momento, houve apenas uma reunião de negociação e a maior parte da pauta de reivindicações dos trabalhadores segue ignorada.
Entre as principais solicitações da categoria estão: aplicação do novo Plano de Cargos, Carreira e Salários (PCCS); eleição para diretores das escolas; regulamentação da revisão salarial mensal (gatilho salarial), conforme acordado em 2016; apresentação de proposta para zerar, até o final do mandato da atual gestão municipal, perdas salariais históricas da categoria, que somam hoje 27,73%; e pagamento de adicional de insalubridade para ACSs, ACEs e recepcionistas das unidades de saúde.

Após negar a aplicação do novo PCCS na mesa de negociação, Marlon enviou um ofício ao sindicato informando que iria estudar a proposta e dar uma resposta em 180 dias. Assim foi também com as demais reivindicações: prazos de estudo de até 180 dias, solicitação de esclarecimentos ao Ministério da Educação e ao Tribunal de Contas, ou negativas.

Na última sexta, o prefeito decretou a nomeação de uma comissão para estudar um novo Plano de Carreira em separado para o Magistério, numa clara tentativa de iludir um setor e dividir a categoria.

Agenda de Greve

Nesta terça-feira, os servidores em greve visitam os locais de trabalho para convidar mais colegas a aderir ao movimento, participam da comissão que analisa os projetos enviados pelo Executivo à Câmara e da reunião do Conselho Municipal de Saúde, que discutirá o pagamento de adicional de insalubridade.

Na quarta-feira, ocorre nova assembleia às 14 horas, em frente à Prefeitura.

Fotos junto a este e-mail. Créditos: Francine Hellmann.




Nenhum comentário: