terça-feira, 30 de maio de 2017

Em Brasília, governador Colombo garante recursos para dragagem do rio Itajaí-Açu


Fotos: Julio Cavalheiro / Secom

A dragagem da bacia do rio Itajaí-Açu, importante operação para prevenir cheias na região de Itajaí, vai começar ainda neste ano. O anúncio foi feito pelo governador Raimundo Colombo e o secretário de Estado da Defesa Civil, Rodrigo Moratelli, após audiência para garantir os recursos com o ministro da Integração Nacional, Helder Zahluth Barbalho, na tarde desta segunda-feira, 29, em Brasília. 
O valor previsto para o investimento é de R$ 93 milhões. Para garantir a verba, as equipes dos governos federal e estadual concordaram em realocar os recursos originalmente previstos para obras de melhorias no rio Itajaí-Mirim, pois os R$ 93 milhões não seriam suficientes para o trabalho previsto inicialmente. O valor completo para a obra no Itajaí-Mirim passa de R$ 300 milhões.

Já para a obra no Itajaí-Açu, o valor de R$ 93 milhões é suficiente. Ou seja, com a transferência dos recursos para o novo destino, será possível começar e finalizar o trabalho de dragagem do Rio Itajaí-Açu sem a necessidade de contrapartida do Governo do Estado. 

O governador Colombo lembrou que a obra no Rio Itajaí-Açu já tem licença e agora poderá ser licitada nos próximos meses, com os trabalhos iniciando ainda neste ano. "É uma obra que protege muito a cidade de Itajaí, de forma comprovada. E há uma grande boa vontade do governo federal em ajudar com essa importante ação", acrescentou.

O ministro Helder Barbalho explicou que oficializará o pedido de realocamento dos recursos junto ao Ministério do Planejamento. "Nós compreendemos ser fundamental a priorização de obras que são preventivas, para que possamos evitar novas ocorrências de cheias para a região", afirmou. 
Também presente na reunião, o prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni, ressaltou que a obra é essencial para proteção da população da cidade e tem aparecido também como reivindicação de diferentes setores econômicos, diante das perdas financeiras que as enchentes também provocam. Também acompanharam a reunião no ministério, o secretário executivo de Articulação Nacional, Acélio Casagrande, e a secretária adjunta Lourdes Martini.

Ainda na audiência, a comitiva catarinense tratou de medidas para o auxílio de cidades afetadas pelas chuvas dos últimos dias junto ao secretário nacional de Proteção e Defesa Civil do Ministério da Integração Nacional, Renato Newton Rawlom. "Já foi disponibilizado um atendimento de emergência e vamos acompanhar a situação nos próximos dias", acrescentou Colombo.

O governador ressaltou os investimentos que o Governo do Estado tem feito em parceria com o governo federal na área da Defesa Civil nos últimos anos, com destaque para as melhorias nas barragens de Ituporanga e Taió, no Alto Vale do Itajaí, já concluídas e contribuindo para proteção da comunidade da região. As obras ocorreram em duas frentes. A primeira consiste na sobre-elevação em dois metros das duas barragens, aumentando a capacidade de retenção da água. A capacidade da barragem de Taió passou de 83 milhões de metros cúbicos para 100 milhões de metros cúbicos, um incremento de 20%. E a da barragem de Ituporanga passou da capacidade de retenção de 93 milhões de metros cúbicos para 110 milhões de metros cúbicos, ou seja, um aumento de 18%. Além disso, foi dobrada a capacidade de vazão, que é a liberação de água para proteger a estrutura das barragens.
Informações adicionais para a imprensa:
Alexandre Lenzi
Assessoria de Imprensa 
Secretaria de Estado de Comunicação - Secom
E-mail: lenzi@secom.sc.gov.br
Telefone: (48) 3665-3018 / 98843-4350Site: www.sc.gov.br
www.facebook.com/governosc e  @GovSC

Nenhum comentário: