terça-feira, 23 de maio de 2017

Vazamento de petróleo é registrado em Itapoá


Um vazamento de petróleo foi registrado em Itapoá, no Norte catarinense. Segundo a Fundação do Meio Ambiente (Fatma) e o Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), o caso ocorreu na segunda-feira (22) e a possibilidade de dano ambiental será avaliada nesta terça-feira (23).

A suspeita é que o oleoduto subterrâneo da Transpetro, subsidiária da Petrobras, que leva petróleo para Araucária (PR) tenha sido perfurado para furto. No entanto, conforme a PM, não há certeza se o petróleo chegou a ser furtado.
Em nota, a Transpetro informou que "constatou um furto de combustível em oleoduto na zona rural do município de Itapoá. A ação criminosa provocou vazamento de petróleo que foi contido na mesma manhã".
Técnicos da empresa que monitoram o oleoduto notaram uma diferença na pressão. Moradores também sentiram cheiro forte e acionaram os bombeiros por volta das 12h30.

Área isolada

A perfuração causou vazamento na área às margens da SC-416, que foi isolada. Segundo os bombeiros, há pequeno risco de incêndio. A Defesa Civil do município acredita que não haja dano ambiental e informou à RBS TV que não há rios próximo ao local.
Conforme a Fatma, se trata de um duto que atravessa dois estados e o licenciamento, fiscalização e atendimento são feitos pelo Ibama, que afirmou que avaliará o risco de contaminação.

Contenção

Os trabalhos de contenção no local estão sendo realizados por técnicos da Transpetro. Caminhões estão retirando o material do solo. Técnicos ambientais da empresa também acompanham os trabalhos.
"Equipes de emergência da companhia foram imediatamente para o local e estão trabalhando para recolher o produto e realizar o reparo no duto. A polícia foi acionada e a Transpetro está colaborando com as investigações. A companhia ressalta que preza pela segurança das pessoas, do meio ambiente e de suas operações", informou a empresa.

Nenhum comentário: