terça-feira, 11 de julho de 2017

Feapaes promove Semana Estadual de Valorização dos Autodefensores

A Federação das Associações de Pais e Amigos dos Excepcionais do Estado de Santa Catarina (Feapaes) abriu, nesta segunda-feira (10), a Semana Estadual de Valorização e Promoção dos Autodefensores das Apaes. Durante a semana serão realizadas atividades em todo o estado para divulgar o papel dos autodefensores à sociedade.

Os autodefensores são alunos que representam os demais colegas em todas as atividades oficiais das instituições, com a missão de defender os interesses das pessoas com deficiência intelectual e múltipla e sugerir ações para aperfeiçoar o atendimento. A Semana de Valorização dos Autodefensores foi instituída pela Lei 16.327, de 2014, de autoria do deputado José Nei Ascari (PSD), como estratégia para incentivar, divulgar e valorizar o movimento.

Cerca de 800 autodefensores, incluindo efetivos e suplentes, representam os 20 mil alunos das 190 Apaes de Santa Catarina. São eleitos dois autodefensores (uma de sexo feminino e um do sexo masculino) por instituição. Graças ao programa, os representantes têm a oportunidade de fazer pedidos e expressar as necessidades de seu grupo. “Eles são a voz dos colegas, dos seus amigos, dentro das Apaes”, enfatizou o presidente da Feapaes, Júlio César de Aguiar. “Quando você chega nas Apaes, os primeiros que vêm te cumprimentar são os autodefensores. Eles são a autoridade ali.” Com esse exemplo, o presidente ilustrou a importância do programa para o reforço da autoestima dos alunos e a participação efetiva deles nas decisões.

A escolha dos autodefensores se dá por eleição direta, disputada após campanha eleitoral e com votação em urna eletrônica. A jovem Thaylane Tonet Muniz, aluna da Apae de Caçador, foi eleita autodefensora estadual e venceu a eleição nacional em 2016.  Como representante de seus colegas, participa de reuniões, congressos e eventos. “Nas reuniões que eu frequento, aprendo muito para poder repassar para a minha Apae. O lema da Autodefensoria é nada sobre nós sem nós”, explicou.

Atividades da semana
Em reunião com as coordenadoras regionais, nesta segunda-feira, na sede da Feapaes, em Florianópolis, a coordenadora estadual do programa, Claudia Robertha de Arrazão, orientou que o programa deve ser trabalhado mais efetivamente esta semana para conscientização da sociedade. “O objetivo maior é que o trabalho não fique dentro dos muros das Apaes. Este é um movimento que dá vez e voz às pessoas com deficiência, então precisamos ir para a comunidade com esses alunos e falar um pouco sobre o movimento, mostrando que a pessoa com deficiência pode ser ouvida, ela tem seus desejos, seus anseios e pode participar das decisões sobre sua própria vida”, ensinou.


Lisandrea Costa
Agência AL

Nenhum comentário: