quinta-feira, 21 de junho de 2018

Prefeitura apresentou nova proposta nesta quarta

Na manhã de hoje (20/6), terceiro dia de greve, os servidores de Joinville fizeram mais uma manifestação em frente à Prefeitura. Pela primeira vez desde que o movimento foi deflagrado, o governo recebeu os diretores do sindicato e apresentou alguns avanços.

No entanto, a Prefeitura só irá entregar um documento oficializando essa proposta hoje à tarde. Diante disso, os trabalhadores decidiram que a votação será amanhã (21/6), em uma nova assembleia, às 9 horas, na Prefeitura. Antes disso, às 8 horas, o Conselho de Representantes e os comandos de greve farão uma reunião no sindicato.

Nova proposta da Prefeitura

Na mesa de negociação de hoje, Udo Döhler propôs respeitar a data-base, retroagindo o reajuste de 1,69% a maio. Também prometeu voltar a pagar o abono natalino, direito estatutário que ele havia suspendido há três anos, e flexibilizar o ponto em cinco minutos.

Em relação aos dias parados, o prefeito propôs o abono da paralisação de 30 de maio e da assembleia agendada para amanhã. Todos os outros dias parados poderão ser repostos em até 90 dias. Além disso, servidores que ainda tiverem horas pendentes da greve do ano passado poderão repor no mesmo prazo. Dessa forma, afasta-se o risco de descontos e faltas injustificadas.

Os demais pontos oferecidos antes do início da greve permanecem válidos. São eles: reajuste de R$ 13,25 no vale-alimentação, pagamento de uma gratificação de interiorização aos agentes comunitários de saúde (que varia entre R$ 83 a R$ 147) e alteração na tabela salarial do magistério para contemplar a possibilidade de doutorado e ampliar um quinquênio.

Fotos em anexo. Créditos de Kályta Morgana de Lima.


Francine-01-01

Nenhum comentário: