sexta-feira, 13 de julho de 2018

Paraná Clube vence o River Plate-URU em amistoso

Foto: Albari Rosa

Na reta final da intertemporada visando a retomada do Campeonato Brasileiro, o Paraná Clube venceu o amistoso internacional contra o River Plate do Uruguai por 2×0, na noite desta quinta-feira (12), na Vila Capanema. O jogo foi fraco tecnicamente, ainda comprovou algumas fragilidades do time paranista, mas serviu para o técnico Rogério Micale ver em qual nível o Tricolor vai voltar para a sua missão de sair da zona de rebaixamento da competição nacional. Quarta-feira que vem (18) é para valer e o duelo é de seis pontos na luta contra a degola diante do Vitória, em Salvador.

Pelo menos nos primeiros 45 minutos, quando o técnico Rogério Micale colocou em campo o que tinha de melhor no amistoso, poucas mudanças com relação aos últimos jogos do Brasileirão antes da parada para a Copa do Mundo. O time paranista manteve-se sólido defensivamente, em que pese ter enfrentado um time fraco tecnicamente, mas seguiu apresentando os mesmos problemas ofensivos de outras jornadas.
O atacante Silvinho provou que não conseguiu aproveitar esse tempo a mais de treinamentos para calibrar a pontaria. O camisa 11, logo no primeiro minuto, recebeu livre na área, mas errou o alvo. Diante de um adversário fraco tecnicamente e que apresentava muitos problemas defensivos, sobretudo na sua última linha de marcação, o Paraná seguia criando boas chances. Aos 11 minutos, Alex Santana viu o goleiro adiantado, mandou do meio de campo e acertou a trave. No rebote, Léo Itaperuna perdeu na cara do gol.
Léo Itaperuna, inclusive, foi a surpresa na escalação e foi o principal alvo de cobranças do torcedor. O camisa 9 não foi bem mais uma vez e mais atrapalhou do que ajudou o Paraná em termos ofensivos. Aos poucos, o River Plate conseguiu acertar a marcação e o time paranista perdeu força ofensiva
Jogando praticamente todo no campo ofensivo, o Paraná conseguiu abrir o placar aos 34 minutos. Uma das novidades da escalação, o volante Alex Santana provou porque ganhou a titularidade, arrancou do campo defensivo, chutou no canto e, depois da defesa do goleiro Olveira, Raphael Alemão marcou no rebote e salvou o primeiro tempo fraco tecnicamente na Vila Capanema.
O jogo seguiu fraco no segundo tempo. Enquanto o River voltou com um time totalmente diferente do intervalo, o Paraná alterou seu ataque. Entraram o meia-atacante Rodolfo e o atacante Thiago Santos. O time paranista, na reta inicial da etapa final, até conseguiu ser mais forte ofensivamente e conseguiu ampliar a vantagem aos 6 minutos. Thiago Santos recebeu lançamento de Leandro Vilela, aproveitou a saída errada do goleiro, tocou por cobertura e marcou o segundo.
O time uruguaio, sem força ofensiva, foi sufoco pelo Paraná. O técnico Rogério Micale, diante da fragilidade do adversário, começou a fazer as mudanças no time paranista. Até o final da partida, o treinador modificou todas as peças e aproveitou para fazer alguns testes. O meia-atacante Rodolfo foi o jogador que mais conseguiu se destacar pela movimentação ofensiva.
Rodolfo, que ao lado de Nádson – este não atuou por estar gripado – foi uma das contratações do Paraná nesta intertemporada, provou que pode ser titular na sequência da temporada. O jogador, já na reta final do amistoso, quase fez o terceiro, mas o chute de fora da área parou na defesa do goleiro Olveira. Sem grande oposição do time uruguaio, o time paranista administrou a vitória no último teste antes de retomar sua missão de tentar permanecer na Série A do Campeonato Brasileiro.

Ficha técnica

AMISTOSO
Paraná Clube 2×0 River Plate-URU
Paraná Clube
Thiago Rodrigues (Richard); Júnior (Wesley), Cléber Reis (Iacovelli), Rayan (Charles) e Igor (Marcelo Baéz); Leandro Vilela (Torito González), Alex Santana (Jhony) e Carlos Eduardo (Caio Henrique); Silvinho (Rodolfo), Léo Itaperuna (Thiago Santos) e Raphael Alemão (Gabriel Pires).
Técnico: Rogério Micale
River Plate-URU
Olveira; Ale (Herrera), Barone (Martinez), Gonzalez (Fernandez) e Silvera (Diego Rodriguez); Jones (Neris), Calzada (Vicente), Da Luz (Ebre) e Vigo (Martin); Bone (Nicolas Rodriguez) e Olivera (Alonso).
Técnico: Pablo Tiscornia
Local: Vila Capanema
Árbitro: Lucas Paulo Torezin
Assistentes: Heitor Alex Eurich e Sandra Maria Dawis
Gols: Raphael Alemão 34 do 1º e Thiago Santos 6 do 2º
Cartão amarelo: Fernandez (RIV)
Renda: R$ 22.665,00
Público pagante: 1.728
Público total: 2.244

Nenhum comentário: