segunda-feira, 29 de outubro de 2018

Comandante Móises é eleito governador de Santa Catarina

Carlos Moisés da Silva tomará posse na Alesc, em 1º de janeiro de 2019. FOTO: Divulgação
O bombeiro militar da reserva Carlos Moisés da Silva (PSL) será o governador do Estado de Santa Catarina a partir de janeiro de 2019. Ele venceu a disputa no segundo turno das Eleições 2018, neste domingo (28), com 71,09% dos votos válidos (2.644.179 votos). Sua posse será no próximo dia 1º de janeiro, na Assembleia Legislativa de Santa Catarina, em horário a ser definido.
A eleição catarinense foi definida às 18h34 quando, matematicamente, o candidato do PSL já estava eleito. A totalização dos votos foi concluída às 20 horas.
 Na sede do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina (TRE-SC), o governador eleito concedeu uma entrevista coletiva, na qual reafirmou o compromisso de administrar um Estado mais enxuto, com pessoas técnicas nos cargos principais do governo. Ele também agradeceu ao eleitorado pela expressiva votação e fez elogios à Justiça Eleitoral.
“Temos plena consciência dessa responsabilidade que recai sobre os nossos ombros com esse resultado”, disse. “Nossa campanha foi feita sem uso de fundo partidário, de maneira simples, que trouxe a esperança na renovação da política, para fazer diferente, um Estado mais ágil, competitivo e que olhe para as pessoas.”
O governador eleito, que utilizou durante a campanha o nome de Comandante Moisés, vai ocupar seu primeiro cargo eletivo. Nascido em Florianópolis, tem 51 anos, é casado e pai de duas filhas, e reside atualmente em Tubarão, no Sul do estado.
Bacharel e mestre em Direito, é oficial formado no curso de Formação de Oficiais da Academia da Polícia Militar de Santa Catarina. Ingressou no Corpo de Bombeiros Militar em 1990. Na corporação, além de funções de comando, atuou como coordenador regional de Defesa Civil no Sul do estado, trabalhou como corregedor-adjunto dos Bombeiros e foi assessor na Secretaria de Justiça e Cidadania (SJC). Chegou à patente de coronel e se aposentou dos Bombeiros em 2016.
Moisés também foi professor universitário de Direito Constitucional e Administrativo na Unisul. Em março deste ano, filiou-se no Partido Social Liberal (PSL) e teve seu nome referendado para a disputa do governo estadual no começo de agosto.
A vitória de Moisés elegeu também a produtora rural Daniela Cristina Reinehr (PSL) como vice-governadora de Santa Catarina. É a primeira vez na história do estado que uma mulher ocupa esse cargo.
Nascida em Maravilha, no Oeste, Daniela tem 41 anos e é solteira. Formada em Direito, esteve durante três anos na Polícia Militar. É produtora rural e atualmente reside em Chapecó.
A vice-governadora eleita também nunca ocupou cargo eletivo e ingressou no PSL em março deste ano.
Oposição
O deputado estadual Gelson Merisio (PSD), que disputou o segundo turno com Comandante Moisés, afirmou, em entrevista coletiva, que respeita o resultado das urnas, mas que se colocará como oposição consciente ao novo governador.
“Houve um processo verticalizado na eleição do segundo turno e temos que respeitar o resultado. Vamos torcer que as medidas sejam acertadas, mas vamos cobrar para que dê certo, no papel de oposição e de cobrança dos compromissos assumidos”, disse Merisio, que agradeceu pelos votos recebidos.
Marcelo Espinoza
AGÊNCIA AL

Nenhum comentário: