quarta-feira, 5 de dezembro de 2018

Pilotos que desapareceram na sexta-feira são encontrados vivos e conscientes

Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está de prontidão no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, para a chegada dos pilotos.

Os dois pilotos que desapareceram após queda de um avião de pequeno porte na Serra do Mangaval (a 150 km de Cuiabá), na última sexta-feira (30), foram encontrados nesta terça-feira (04) pela equipes de resgate. A informação foi confirmada pela Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp).
O piloto John Venera e o co-piloto Marcelo Balestrin foram encontrados vivos e estão conscientes. Uma equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) está de prontidão no Aeroporto Internacional Marechal Rondon, em Várzea Grande, para a chegada dos pilotos. De lá, eles seguem direto para o hospital
Eles foram encontrados pela Força Aérea Brasileira (FAB). Ainda não há informações sobre as circunstancias do resgate e nem detalhes do real estado de saúde dos dois.
A aeronave partiu de Pimenta Bueno (RO) com destino a Santo Antônio de Leverger (MT), mas desapareceu quando sobrevoava a região da Serra do Mangaval, nas proximidades de Cáceres.
Eles foram encontrados pela Força Aérea Brasileira (FAB). Ainda não há informações sobre as circunstancias do resgate e nem detalhes do real estado de saúde dos dois.
A aeronave partiu de Pimenta Bueno (RO) com destino a Santo Antônio de Leverger (MT), mas desapareceu quando sobrevoava a região da Serra do Mangaval, nas proximidades de Cáceres.
Em entrevista ao , na manhã desta terça, a cunhada do copiloto, Vera Souza, disse que as famílias, que são de Rondônia, não tinham dúvidas de que ambos estavam vivos, e que irão voltar para casa com os dois.
“Nós não temos dúvidas, vão ser encontrados com vida. É isso que nos mantém de pé e nos dá força. A gente não pensa em outra coisa, só sai daqui com eles”, disse Vera.
As equipes do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e da FAB procuraram os pilotos durante quatro dias. Eles estavam à bordo de uma aeronave modelo PT-ICM.
No final de semana, as buscas foram canceladas devido à chuva e a queda de temperatura que resultou neblina intensa na região, o que impediu a visualização das equipes de resgates. 
Segundo a assessoria de imprensa da Sesp, o grupo retornou ao local na manhã de segunda-feira (3) devido ao clima favorável ao trabalho.

Nenhum comentário: